Notícias

Cryptorave: Sem privacidade não há democracia

Sem privacidade não há democracia”

A CryptoRave, um evento dedicado a confraternização e aprendizado digital na área de segurança e privacidade, ocorre entre os dias 11 e 12 de abril, com debates, palestras e oficinas.

Para aprofundar e qualificar o debate sobre a defesa da privacidade na internet como questão fundamental à democracia, hackers, ciberativistas e cipherpunks de diversas regiões do mundo se reúnem em São Paulo nos próximos dias 11 e 12 de abril.

Durante 24 horas, será realizada no Centro Cultural São Paulo a CryptoRave, evento gratuito que propõe difundir e popularizar as técnicas de criptografia, navegação anônima e outros recursos de proteção à privacidade na rede mundial de computadores. A programação inclui palestras, debates, oficinas, festa e até um desafio hacker, uma brincadeira de pega-bandeira digital.

Em tempos em que o Facebook se consolida uma praça pública virtual e episódios de espionagem cibernética envolvem chefes de Estado, como os casos do Wikileaks e do agente Edward Snowden, ciberativistas vem se organizando para ampliar o debate sobre os reais riscos e consequências desta atual situação de um estado total de vigilância.

Segundo o professor Sérgio Amadeu da Silveira, integrante da associação Actantes e um dos organizadores da CryptoRave, o evento integra o calendário internacional das CryptoPartys, um processo de ação global e descentralizada que objetiva difundir os conceitos fundamentais de softwares básicos de criptografia.

“É preciso defender-se. Atualmente estamos expostos. Corporações rastreiam nossas vidas, a Agência de Segurança Nacional dos EUA escaneia nossas mensagens, governos invadem nossos computadores e celulares”, afirma Silveira. Sua frase dialoga com a história de Edward Snowden, ex-analista de inteligência estadunidense que tornou público detalhes do sistema de Vigilância Global da Agência Nacional Americana (NSA, na sigla em inglês).

As revelações de que chefes de Estado como Dilma Roussef e Angela Merkel foram espionadas viraram de ponta cabeça as relações diplomáticas dos EUA com o Brasil e com vários países europeus. Snowden também apresentou provas de que os EUA mantêm mais de 27 teras bytes de dados armazenadas com a gravação de conversas em diferentes suportes (e-mail, telefonemas, chats, etc) entre pessoas de todo o mundo.

Não à toa, este tema será abordado de várias formas durante o evento.

Em uma das mesas de debates da CryptoRave, o matemático e professor de Ciência da Computação Pedro Rezende, da Universidade de Brasília (UnB), vai mediar o debate “Cyber-guerra e Militarização da Internet”, que contará com Jeremmy Zimmerman, uma das referências europeias para esse debate e membro da organização Quadrature du Net. Tiago Pimentel, fundador da Actantes, vai expor uma série de possibilidades que ajudam na proteção da privacidade, inclusive contra os rastreamentos da NSA. A programação completa pode ser conferida no site oficial da CryptoRave, que é www.cryptorave.org.

Silveira também chama atenção para a necessidade de se refletir sobre os episódios que marcaram grandes derrotas para os ciberativistas, como o caso da morte de Aaron Swartz, jovem americano de 26 anos encontrado morto em seu apartamento, num aparente suicídio. Swartz defendia a livre produção e circulação do conhecimento e foi acusado pelo governo dos EUA de crime de invasão de computadores – podendo pegar até 35 anos de prisão. Esse episódio será debatido na mesa “As baixas da luta pela liberdade da rede”.

Ao todo, serão realizadas 28 atividades, entre palestras, oficinas, debates e uma grande festa. “Queremos aproximar hackers a estudantes, jornalistas e a todos os cidadãos preocupados em defender a liberdade, a diversidade e o meio ambiente”, convoca Silveira.
A CryptoRave é apoiada pela prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultural, que cedeu o Centro Cultural São Paulo para realização da atividade.

 

Serviço:

Cryptorave 2014 – 24 horas de debates e oficinas pela liberdade e segurança na rede

O que é: debates e oficinas sobre técnicas de proteção à privacidade, de navegação anônima e de uso de criptografia para proteger sua comunicação na internet.

Quando: das 19h do sábado (11/04) às 19h do domingo (12/04)

Onde: Centro Cultural São Paulo

Programação: www.cryptorave.org

Vídeo-convite:

icone.png
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − oito =