Notícias

Mandar tudo para o inferno ou… comandos que você NÃO deve usar no Linux

Do CodingSec | Tradução: Walter Bolitto
Quando se usa Linux, é muito comum a busca online por comandos que resolvam problemas dentro do sistema operacional. Mas hoje vamos falar de comandos que nunca devem ser utilizados.
1. Deletar tudo de forma recursiva
rm -rf /
Este é o mais famoso e perigoso comando que existe no Linux. O que ele realiza é simples: ele força a ação de remover as pastas e arquivos (rm) de forma recursiva (-rf) no diretório root (/) do Linux. Desta forma, não é possível mais fazer o boot do sistema Linux, já que foram deletados todos os arquivos no diretório principal. Este comando pode vir em outras formas, como rm -rf ou rm -rf * . Então, tome muito cuidado ao executar um comando que envolva o uso de rm.
2. Mover tudo para o vazio
mv ~ /dev/null
A funcionalidade deste comando é bem simples. Quando ele é executado, o conteúdo de toda a pasta principal é movido para uma pasta chamada /dev/null. Apesar de parecer um comando inocente, não existe uma pasta com tal nome. “Null”, que significa vazio, faz com que todos os arquivos sejam movidos para o nada e seja impossível recuperá-los.
3. Formatar o Disco Rígido
mkfs.ext3 /dev/sda
Este também é um comando muito perigoso. Ele limpa o seu disco rígido completamente e o substitui por um novo arquivo com extensão ext3. Uma vez executado, este comando deleta todos seus dados de forma irrecuperável. Nunca tente executá-lo e tome cuidado ao executar comandos que agem de alguma forma sobre o disco rígido (sda).
4. Fork Bomb
:(){ :|: & };:
Ao olhar este código, a primeira coisa que pode vir à sua mente é “mas nem parece um comando”. Este comando de aparência estranha funciona como um vírus que cria cópias de si mesmo de forma ininterrupta. Por isso é chamado de “bomba de fork”, Fork Bomb. Esta função consome rapidamente todos os recursos do computador, como memória RAM, CPU etc e assim faz com que o sistema trave. Este travamento causa perda de dados. Então tome o cuidado de não executá-lo.
5. Comando de saída diretamente no disco rígido
any-command > /dev/sda
Depois de um comando estranho como o Fork Bomb, apresentamos outro que parece simples e é realmente simples. Qualquer comando que seja executado no lugar de “any-command” vai escrever seus dados de saída no primeiro disco rígido encontrado, substituindo todos os arquivos e pastas. Desta forma, ele compromete todo o sistema. Uma vez executado, torna impossível fazer o boot do Linux e pode causar a perda irreversível de todos os seus dados. Novamente, tome cuidado ao executar qualquer comando que envolva o disco rígido (sda).
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 4 =