Notícias

AÇÃO ARBITRÁRIA DO MPF CONTRA GRUPO SARAVÁ ATACA A LIBERDADE DE ORGANIZAÇÃO, DE EXPRESSÃO E A PRIVACIDADE

O Grupo Saravá denuncia a ação arbitrária do Ministério Público Federal ao solicitar acesso a conteúdo hospedado[0].

O Saravá é um grupo de estudos que há dez anos oferece infraestrutura tecnológica, reflexão política para a sociedade e sistemas de comunicação autônomos e seguros[1].

Em 2008 um dos seus servidores foi apreendido e até o presente momento não foi devolvido[3].

Agora, em 2014, há uma nova ameaça de sequestro de dados. A insistência da Polícia nos deixa apreensivos/as sobre a segurança dos sites e listas de email hospedados.

Pedimos a solidariedade de todos os grupos, indivíduos e instituições que lutam por uma sociedade e internet livres para que isto não volte a acontecer.

Exigimos a imediata interrupção das investidas policiais contra o servidor do Saravá e os dados dos/as usuários/as.

[0] Protesto contra fornecimento de dados: //www.sarava.org/pt-br/node/98
[1] Princípios do Saravá: //www.sarava.org/pt-br/principios
[2] Veja por exemplo a iniciativa: //manual.sarava.org/
[3] Sequestro do Saravá em 2008: //www.sarava.org/pt-br/node/44

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =