Notícias

Liberdade para Peter Sunde

Via Sérgio Amadeu.

Um dos fundadores do Pirate Bay, Peter Sunde foi preso pela polícia da Suécia na noite de 30/05/2014. O crime de Peter Sunde foi criar uma plataforma onde as pessoas pudessem encontrar os arquivos digitais que procuravam. Seu grande crime foi permitir o livre compartilhamento de bens culturais. Os traficantes de copyright que vivem esfolando autores e criadores querem destruir nossa liberdade na Internet em nome de um falso direito do autor. No ano passado, Aaron Swartz foi vítima da pressão criminosa contra o direito de compartilhamento. Agora Peter Sunde está preso. Não podemos permitir tamanha hipocrisia.

Desde quando, as leis de copyright defendem a criação? São esquemas sujos de uma indústria que odeia a Internet e as possibilidades de aprendizado e interação. Desde quando se incentiva o criador com uma lei que impede a obra de ir para domínio púbiico por 70 anos após a morte do autor? Incentivar o autor que já morreu? Chega de hipocrisia. Que a prisão de Peter Sunde seja o estopim da luta contra os traficantes do copyright e contra a indústria da internediação.

Em 2009, conheci Peter Sunde no Fórum Internacional de Software Livre. Lá o apresentei ao presidente Lula. Explicamos a luta do Pirate Bay e Lula disse que ele ficasse no Brasil. Disse que ele teria asilo político aqui. Peter Sunde ficou muito feliz em receber esse apoio. A foto foi tirada logo depois da conversa que presenciei.

Vamos começar a campanha #LiberdadeParaPeterSunde #CrimeÉproibirCompartilhamento #CompartilharÉlegal

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =